Juízes federais e do trabalho e procuradores da República e do trabalho fizeram um ato de 30 minutos na tarde desta quinta-feira (15) em frente ao prédio da Justiça Federal, em Florianópolis. Pelo menos 40 representantes das categorias participaram da mobilização que foi por volta das 14h30.

Por conta do protesto, das 60 varas do Trabalho, 30 não fizeram audiências nesta quinta-feira em Santa Catarina.

Os servidores colocaram faixas e cartazes nas instalações do prédio pedindo "igualdade e unidade na magistratura e no Ministério Público".

O ato foi promovido pelas associações de classe de magistrados e procuradores em defesa da carreira, das prerrogativas da função e da independência da atuação.

Há o temor do ataque às instituições, que além de reclamarem de uma defasagem de 40% nos vencimentos, apontam para projetos que pretendem limitar a independência dos órgãos, que, ao lado da Polícia Federal, são a linha de frente de combate à corrupção no país.